Por que buscar o registro de Patente Verde?

    Cada vez mais, o desenvolvimento sustentável é um diferencial relevante para a construção da imagem de uma empresa. Mas, mais do que isso, desenvolver um produto ou um processo que traga benefícios ao meio ambiente é proporcionar crescimento e reconhecimento ao seu negócio, além de influenciar nos impactos ambientais atuais.

    Desta forma, o programa Patente Verde do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) - através do direito ao uso exclusivo garantido pelas patentes, fornece o título às inovações que possam contribuir para as mudanças climáticas globais e que possam ser rapidamente usadas pela sociedade, estimulando o seu licenciamento e incentivando a inovação no país.

    O programa piloto teve seu início em 17 de abril de 2012 e sua terceira fase encerrou em 16 de abril de 2016. Dentre as vantagens, a agilidade no exame dos processos chama a atenção. Em 6 de dezembro do ano passado, o INPI passou a oferecer o exame prioritário de pedidos relacionados a tecnologias verdes como serviço. Como exemplos, o programa contempla tecnologias para energia alternativa, transporte, conservação de energia, gerenciamento de resíduos e agricultura. Com a estratégia desenvolvida pela Stock, um dos clientes da área de implementos rodoviários, foi a primeira empresa do ramo a receber a concessão da Patente Verde pelo INPI. O projeto consiste em um anteparo frontal com geometria exclusiva e design otimizado. O objetivo é a redução do coeficiente aerodinâmico dos implementos, diminuindo a emissão de poluentes e aumentando a vida útil dos componentes. 

    Outro projeto a ser concedido como Patente Verde com assessoria da Stock trata do processo de fabricação de telhas gravilhadas, que, entre outras questões, otimiza a produção para geração de resíduos zero e diminui consideravelmente o consumo de madeira para geração de calor nos fornos de cura.  Para o fundador da Stock, Luiz Fernando Stock, o valor da empresa cresce após a obtenção de uma patente verde. “Além dos benefícios ao meio ambiente, a patente verde agrega um valor ainda maior, não só ao produto ou ao processo, mas ao negócio como um todo, pois se aproxima às expectativas pessoais futuras do mercado com relação às próximas gerações”, conclui. 

Imagem: jannoon028 / Freepik