Registro de marcas e patentes no Brasil está muito longe do ideal

Recentemente, uma pesquisa encomendada pelo Sebrae e divulgada pela Revista Exame (leia aqui) apontou que o registro de marcas patentes ainda é negligenciado pelas empresas brasileiras. Dos 4 mil pequenos empresários entrevistados, apenas 19% registraram a marca no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI)

Na avaliação do sócio da Stock Marcas e Patentes, Luiz Fernando Stock, os números merecem atenção. Isso porque, quem não se preocupa com a proteção do patrimônio intelectual, corre o risco de perder o seu nome ou invenção a qualquer momento. 

"O registro de marcas e patentes deve fazer parte do planejamento estratégico de toda empresa, seja ela de pequeno ou grande porte. É toda uma trajetória que está em jogo", destaca Fernando. 

As consequências podem trazer muita dor de cabeça e demandarem o pagamento de muito mais dinheiro do que seria necessário para fazer o registro no início. 

O que fazer?

Quanto antes o empreendedor decidir mudar esse cenário, mais cedo ele poderá usufruir das garantias que a propriedade lhe confere. Para isso, é necessário ingressar com a solicitação no INPI. Existem vários detalhes a serem observados para que o pedido de registro seja aceito. Fique atento! 

A Stock pode apoiá-lo neste processo. Para isso, conta com uma equipe de profissionais experientes e qualificados, que podem auxiliá-lo desde o planejamento, a tomada de decisões assertivas, até a conclusão do registro e manutenção da propriedade. Entre em contato pelo telefone (51) 3366-4983 ou pelo WhatsApp (51) 98181-0432. 


Com informações de Revista Exame

Business photo created by snowing - www.freepik.com